segunda-feira, 2 de abril de 2012

A OBSESSÃO DO VESTIBULAR

FERNANDO AZEVEDO

Não consigo parar de me preocupar com a infelicidade de um jovem. Em lugar do riso, da brincadeira até irresponsável, de viver sorrindo gozando uma bela fase da vida, só pensa naquilo: o VESTIBULAR. Agora pelo que sei, se no segundo ano do ensino médio o aluno consegue aprovação já entra na faculdade fazendo do terceiro ano do colégio uma conclusão remendada e pronto. Os colégios disputam e neurotizam o aluno. Não acredito em vocação num adolescente de 16 anos. Não sabe nada de nenhuma profissão. Agora mesmo tenho um cliente brilhante no colégio que passou em todas as faculdades inclusive em Campinas e não está gostando da faculdade de medicina. Fica feliz tocando numa banda em que está com outros colegas. Torço para que goste ou largue logo essa profissão que requer mil renúncias, mas quando gente gosta, cada vez gosta mais. Fui fazer um check-up cardiológico ergométrico e dei com um colega que só pela inspeção me parecia infeliz
-Fernando Azevedo. Você é Pediatra não é?
-Sou sim.
- Canta também...
- Com muito gosto
Quantos anos de formado?
-Quarenta e oito
- Eu estou com 20 anos e não aguento mais
Ai eu pergunto: há quantos anos esse colega é infeliz. Viveu? Como será sua vida de família. Com certeza péssima.
A mocidade tem que ficar na nossa história e não suporto ver crianças e adolescentes em psicólogos e psiquiatras. Não é justo. Garantir o futuro não é argumento para se ser infeliz no presente.

2 comentários:

  1. CONCORDO INTEIRAMENTE TIO FERNANDO...TODO PROFISSIONAL TEM QUE SER FELIZ PRIMEIRO NA FAMÍLIA...PRINCIPALMENTE UM MÉDICO!!!COMO PODEMOS COLOCAR NOSSAS VIDAS NAS MÃOS DE QUEM NÃO SE AMA? VOCÊS SÃO "ANJOS DE LUZ" COLOCADOS NA TERRA PRA NOS AJUDAR NA CAMINHADA...E VOCÊ É ESSE ANJO QUE ME ACOMPANHA HÁ 38 ANOS. OBRIGADA AMIGO...PELA ESCOLHA DA PROFISSÃO E PELO LINDO CORAÇÃO QUE TENS COMO ANJO.

    ResponderExcluir
  2. Patrícia Caiaffo12 de abril de 2012 08:05

    Realmente esse negócio de vestibular é uma loucura! Muita pressão e só aumenta com o passar dos anos! Lembro que no ano que fiz não passou um só dia que não me preocupasse com o "bendito"! Graças a Deus para mm deu certo, assim como acho que acertei na minha profissão que amo muito! Mas realmente o jovem escolhe muito cedo... Tomar uma decisão dessas aos 16, 17 anos é complicado! Por isso temos profissionais insatisfeitos, infelizes (o que é pior)... Conheço muitas pessoas que recomeçam depois, fazem outra faculdade! Tiro "o chapéu" para elas! Mas devemos sempre lembrar que nosso objetivo (além de ajudar os outros) é ser FELIZ! Por isso me preocupo com esta pressão dos jovens vestibulandos... Para que "escolham certo" (isso quer dizer apenas ganhar muito dinheiro na maioria das vezes)! Claro que dinheiro é importante mas os outros valores são mais... Por isso o número de maus profissionais em todas as àreas aumenta! E ainda devemos lembrar que nenhum concurso é tábua de salvação por si só! Dr. Fernando, adoro seu blog e lhe admiro por ter escolhido uma profissão para o qual é vocacionado! Todos sabemos da carência atual de profissionais da pediatria... Vale a pena refletir porque isso acontece... Acho que já sabemos a resposta... Parabéns pelo profissional que o senhor é e sempre foi! Antes meu pediatra e agora dos meus filhos. Beijos.

    ResponderExcluir